RADAR EM PEDÁGIOS PAULISTAS JÁ ESTÁ MULTANDO QUEM PASSAR DO LIMITE


Motorista que passar pela cabine automática acima de 40 km/h será multado; medida tem como objetivo aumentar a segurança

A partir desta quarta-feira (29), os motoristas que passarem pelas cabines automáticas nas praças de pedágio da região de Ribeirão Preto (SP), serão autuados (multados) conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

De acordo com a concessionária responsável pelas rodovias SP-322 e SP-330, um novo sistema de lombadas eletrônicas entrou em operação para controlar a velocidade dos veículos nas cabines de cobrança automática.

Com os novos sensores, os motoristas que passarem acima da velocidade de 40 km/h serão multados, de acordo com as normas estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A tecnologia está em funcionamento nos dois sentidos das praças de Sertãozinho (SP) e Pitangueiras (SP), na Rodovia Armando de Salles Oliveira (SP-322), e de Ituverava (SP), na Rodovia Anhanguera (SP-330). Em Sales Oliveira (SP), o sistema está em fase de ajustes.

De acordo com a empresa, a instalação faz parte do contrato firmado com o Estado e tem o objetivo de ampliar a segurança nas cabines em que os motoristas têm a tarifa descontada por meio do dispositivo eletrônico instalado no veículo e fornecido por diferentes empresas.

Segundo o gestor de segurança da concessionária, Fábio Ortega, em algumas situações é possível observar os veículos passando pela pista automática em alta velocidade. “Isso traz riscos à segurança, pode causar acidentes, pode ocorrer alguma parada de veículo, uma parada de emergência ou até uma perda de controle. Por isso é necessário efetuar o controle da velocidade nas pistas automáticas”, diz Ortega.

DER homologou equipamentos

Os sensores foram instalados antes da cancela do pedágio e estão homologados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), responsável também pelas autuações (multas), e a operação do equipamento está sinalizada em faixas informativas nas rodovias.

A tecnologia será mantida pela concessionária, mas eventuais multas serão aplicadas pelo Estado. “Quando o veículo passa nos sensores registra-se a velocidade. Se ele passar acima da velocidade, o totem registra a imagem do veículo e o autua o veículo”, diz Ortega.

Entre os motoristas, há quem apoie a medida e a considere necessária por questões de segurança.

“Acredito que tem uma porcentagem dos motoristas que corre, mas a maioria diminui. Acho muito válida a regra porque é um ambiente de trabalho perigoso perto da rodovia, os motoristas que correm colocam a vida dos trabalhadores em risco”, afirma o advogado Leonardo Teixeira.

O professor Rogério Sérgio de Lara da Silva concorda com a implantação, mas acha que a velocidade permitida poderia ser maior. “Acho uma velocidade muito baixa, ainda mais para um sistema eletrônico. Até 60 km/h você consegue abrir a cancela tranquilo, 40 km/h é muito baixo”, diz.

Onde estão as lombadas eletrônicas

  • Sertãozinho: SP-322, no km 227 metros
  • Pitangueiras: SP-322, no km 361 metros
  • Ituverava: SP-330, no km 405

Fonte: https://estradas.com.br/

Voltar para página inicial de Notícias ou deseja Ir para página inicial de Dicas